Comidinhas da Juju

Depois de meses volto pro blog, e hoje com uma receita leve e muuuito versátil. Pode comer como salada, como acompanhamento de qualquer carne, no churrasco, em casa e ajuda muito na dieta.

Rápido de fazer, rende, pode congelar, comer quente e comer frio. No gosto do freguês!

Ingredientes

  • 1 xíc. de cous cous marroquino
  • 1 xic. de água
  • Sal e pimenta do reino

Preparo

Primeiro vamos fazer a base do cous cous que nada mais é do que hidratar o trigo com água fervendo. Em uma tigela, despeje a água sobre o trigo e misture. Deixe descansar. O trigo vai absorver a água e “crescer”, quando toda a água for absorvida está pronto e podemos temperar. Demora cerca de 5 min.

O tempero é o grande barato e diferencial desse prato. O que está na geladeira vale!

Faço muito com legumes congelados (aqueles prontos cozidos, picados e congelados). Neste caso, coloco os legumes congelados junto com o trigo e a água quente. A água descongela os legumes enquanto hidrata o trigo, depois tempero com sal, pimenta do reino, cebola e alho picado.

Outra opção é fazer um refogado de linguiça, bacon, seleta de legumes e o que mais tiver na geladeira e depois que o trigo hidratar, mistura tudo.

Colocar ervas como salsinha, cebolinha, coentro (super combina com peixes e frutos do mar), hortelã, castanhas picadas.

Nessa receita, a criatividade toma conta. O sabor não tem limites. Vale a pena o desafio é a descoberta dos sabores!

Faz tempo que não posto nada, vida corrida, mas hoje estava inspirada. Tinha abobrinha italiana na geladeira, tomatinho cereja e meu pé de manjericão esbanjando perfume na cozinha… deu jogo!

Ingredientes

  • Spaghetti
  • 1 tomate picadinho
  • 100g tomate cereja
  • 2 dentes de alho picadinhos
  • 1/4 abobrinha italiana fatiada fininha
  • Azeite
  • Manjericão

Preparo

Receita pá-pum. Enquanto a água do macarrão ferve, em uma frigideira aqueça o azeite, junte o tomate picado, espere murchar e junte a abobrinha fatiada e o alho picado. Refogue.

Quando colocar o macarrão na água, jogue os tomatinhos cereja inteiros na frigideira e em fogo baixo, aqueça e pra finalizar jogue o manjericão picadinho.

Macarrão cozido, misture com o molho e sirva!

O segredo da receita é a qualidade do azeite, os tomates maduros e uma pitada de boas energias!

Receita rápida, gostosa, daquelas que aquecem o coração e matam a fome!

Tenho tudo congelado em porções individuais, o brócolis cozido e o filé de frango temperado, o que facilita muuuuito o meu dia!

Ingredientes

  • Brócolis cozido (cerca de 100g/pessoa)
  • 1 filé de frango
  • Spaghetti
  • Azeite, alho picado desidratado, sal à gosto

Preparo

Coloque a água do macarrão pra ferver. Quando colocar o macarrão pra cozinhar, frite o filé de frango em uma frigideira e separe. Na mesma frigideira, refogue o brócolis picado com alho e azeite, adicione o filé de frango cortado em tiras.

Assim que o macarrão estiver cozido, escorra e misture na frigideira. Finalize com azeite e parmesão ralado!

Dicas:

1. Cozinho o brócolis no vapor no microondas, separo em porções individuais, embalo em plástico e congelo. Quando for usar coloco direto na frigideira com azeite ou manteiga ou aqueço no microondas para picar antes de temperar.

2. Tempero o filé de frango quando compro com sal, azeite e alho picado, embalo um a um e congelo, desta forma, descongelo só o que vou utilizar!

Adoro massa e sou chata pra isso. Não é qualquer uma que me agrada, tem que estar “ao dente” e o molho não pode ser ralo, não pode ser ácido e tem que envolver a massa. É, não é fácil agradar, mas essa receita não tem erro!

Ingredientes

  • 500g de carne moída (patinho ou coxão mole é o que geralmente uso)
  • 600g de molho de tomate (uso os molhos sem conservantes)
  • 1/2 cenoura ralada
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • Sal e pimenta à gosto

Preparo

Refogue a cebola e o alho no azeite, coloque a carne moída e cozinhe bem, até secar a água que solta da carne. Acrescente a cenoura ralada, o molho de tomate e a mesma quantidade do molho de água. Coloque na pressão por 20min. Ajuste o sal e a pimenta, e deixe ferver até ficar consistente.

Fácil, não? A cenoura tira a acidez do molho e some na pressão, não dá pra perceber que ela está lá, deixa o molho mais saboroso e mais encorpado, além de nutritivo!

Mais um receita daquelas pá-pum, que dá pra fazer só pra mim, que não sobra, que é “confort food”, que é leve, que colabora com a dieta, e que dá gosto de fazer e comer!

Comprei esse tal de peixe Parnassius no Sacolão um dia que fui fazer compra com fome, o cara da sessão de peixe estava servindo ele frito mas disse que assado também ficava muito bom e que ele embalaria filé por filé para eu congelar… não resisti e é um peixe de rio suuuper saboroso!

Ingredientes

  • Filé de peixe (pode fazer com outros tipos como a pescada branca, St Peter, truta…)
  • Castanhas picadas (pode ser nozes, amêndoas, castanha de caju, ou qualquer outra – a quantidade fiz no “olho”, diria que um punhado por filé)
  • Limão, sal, pimenta do reino, temperos a gosto

Preparo

Tempere o filé com limão e os temperos, deixe descansar na geladeira. Temperei antes de treinar, em 50 min tirei da geladeira.

Ligue o forno a 200•C, bata as castanhas num processador (ou pique com a faca), jogue por cima e coloque no forno por 15 a 20 min. E sirva!

Dicas

Congele os filés individuais, assim você descongela e usa só o que precisar.

As castanhas podem estar murchas, sabe aquele mix de castanhas que está ficando velho? Quando vai pro forno fica torradinho e crocante de novo!

Pra acompanhar, fui na salada, mas com um risoto de limão siciliano ou um purê de mandioquinha com batata fica super completo e elegante! Até vira um jantar romântico!!

2018 começou com mudança, da casa dos meus pais pra minha! E com isso muitas mudanças na rotina estão acontecendo e uma delas é voltar a escrever minhas receitas nesse blog, agora com dicas pra quem mora sozinho, o que fazer com as sobras, o que congelar, como aproveitar melhor as comidinhas, que é um dos grandes desafios quando você fica muito pouco em casa mas não quer deixar de cozinhar coisas gostosas!

O grande barato de cozinhar só pra você, é que pode dar errado, pode ficar horrível, pode ter que jogar fora e comer ovo mexido e não dá em nada! Mas também você pode comer só o que gosta, testar receitas e sabores novos, manter a dieta, e ser egoísta na cozinha!!!

Ingredientes

  • Abobrinhas fatiadas (usei 12 fatias – compro ja fatiada na bandeja no Sacolão, mais fácil…)
  • 2/3 Ricota
  • 3 tomates italianos maduros
  • 1/2 cebola
  • Alho, sal, pimenta do reino e azeite a gosto.

Preparo

Comecei preparando as abobrinhas. Em uma assadeira, espalhe as fatias e salpique sal, deixe de lado.

Amasse a ricota em uma travessinha, tempere com sal, pimenta do reino e azeite (usei sal temperado com ervas, mix de temperos também, mas é a gosto), deixe de lado também.

Refogue a cebola picada, alho picado e quando estiver começando a dourar jogue os tomates picadinhos (dei uma batida rápida no mini processador, facilita muito) e tampe, fogo médio pra baixo e deixe apurar.

Enquanto o molho cozinha, retire o excesso de água da abobrinha com um papel toalha, e faça os rolinhos da abobrinha com a ricota temperada e coloque em uma assadeira, travessa, refratário, qualquer recipiente que vá ao forno.

Quando terminar os rolinhos, provavelmente o molho já estará pronto, prove pra acertar o sal e coloque sobre a abobrinha. Tampe com papel alumínio (parte brilhante pra baixo) e 15 min de forno a 200•C. O molho que sobrou, vai pra geladeira. Se quiser, quando estiver quase pronto, jogue parmesão ralado por cima pra gratinar!

Acompanhei com bife e salada!

Dicas

Essa receita nesta quantidade serve 2 pessoas. Estou sozinha, então o canelone de hoje vai virar o molho de macarrão de amanhã junto com o molho que sobrou.

Comprei uma ricota pequena, mas usei 2/3 dela pra rechear. Fui temperando aos poucos, primeiro uma parte e depois a outra, pra não sobrar muita ricota temperada. A parte que sobrou sem tempero, foi pro freezer, congelada dura um tempão e quando descongelar, fica exatamente igual (não sei com relação as propriedades nutricionais, mas cozinha igual).

A ricota temperada que sobrou vira recheio do pão do café de amanhã!


Essa receita é pra aquecer o corpo e o coração. Receita de vó não tem como não ser uma delicia! Simples e rápida de fazer, praqueles dias frios e de correria!

Ingredientes

650g de costelinha suína (em pedaços pequenos)

4 batatas médias

1 maço de couve manteiga cortado bem fininho

1 cebola
3 dentes de alho

10g de Bacon picado

Sal e pimenta a gosto

Preparo

Frite o bacon, a cebola e o alho picadinhos, quando estiver refogado, coloque a costela, água fervendo (cerca de 4L) e as batatas em pedaço. Tampe a panela e deixe ferver por cerca de 40 min. 

Retire os pedaços de costela e frite em uma frigideira pra eles ficarem douradinhos. Bata os pedaços de batata com a água, junte os pedaços de costela e a couve. Sirva logo em seguida!

Fácil, não???